O reaproveitamento da água da chuva é uma excelente alternativa para economizar água. Se pararmos para pensar que em um banho de aproximadamente 15 minutos podemos utilizar até 135 litros de água, passamos a ter a consciência do quanto gastamos de água ao longo do dia, ao escovar os dentes, lavar a louça, regar o jardim, etc…

Dentre as técnicas mais aceitas para o reuso da água, está a pluvial, resultante da água da chuva que escoa sobre telhados, coberturas e terraços.

Contrate um profissional para fazer um projeto técnico de captação da água da chuva e a utilize em lugares que não há a necessidade de que ela seja potável, como nas descargas das privadas ou para a irrigação urbana, entretanto, vale salientar que a aparência da água deve ser a mesma da potável, clara e sem odor.

Caso o reuso seja em lugares em que há o contato humano, como para a lavagem de carros, por exemplo, é necessário certificar-se de que a água não possui agentes infectocontagiosos e coliformes fecais, oriundos de telhados onde pássaros e insetos possam ter defecado.

É importante lembrar que a Organização Mundial da Saúde define os critérios de saúde para o reuso potável: não deve existir nenhum coliforme fecal em 100ml, nenhuma partícula virótica em 1000ml ou nenhum efeito tóxico para seres humanos, entre outros critérios de potabilidade da água.

 

Vantagens da reutilização da água pluvial:

– reduz o consumo de água da rede pública;

– evita o consumo de água potável onde o uso não é necessário, como na descarga de vasos sanitários, por exemplo;

– os investimentos são de baixo custo e a obra é rápida;

– manutenção mínima para adotar a captação da água da chuva;

– o retorno do investimento ocorre a partir de dois anos e meio;

– ajuda a conter as enchentes, represando parte da água que seria drenada para galerias e rios;

– incentiva a conservação da água de forma sustentável;

– Contribui com o meio-ambiente.

Fonte: https://maisengenharia.altoqi.com.br/