Com a atual crise econômica, poupar tem sido cada vez mais importante para garantir a estabilidade financeira da população, bem como se precaver de possíveis imprevistos que possam surgir mediante tal situação. Ainda que economizar seja uma tarefa muito simples, poucos de fato se programam estrategicamente para reduzir seus gastos mensais.

Felizmente, muitos problemas financeiros poderão ser evitados ao aceitar-se a necessidade de economizar, necessidade essa que, quando não respeitada, dará origem a sérios problemas financeiros.

Mesmo sem perceber, acabamos gastando quantias extremamente grandes em coisas totalmente desnecessárias. Isto significa que antes de adquirir algo, devemos parar e pensar bem se aquilo vale o investimento. Em tempos de crise, a margem para despesas deverá sempre ser muito menor, e devem-se direcionar os gastos com aquilo que é realmente importante.

Poupar ajuda a evitar endividamentos! Ao eliminar todos os gastos desnecessários, terá a oportunidade de deixar algum dinheiro reserva. Novamente: a reserva é extremamente importante! Ao fim de algum tempo, esse dinheiro poderá revelar-se o suficiente para garantir uma boa estabilidade financeira e assim evitar a incapacidade de lidar com imprevistos que possam dar origem a uma má qualidade de vida.

Pensar no futuro é importante, e é por essa razão que a poupança poderá funcionar como uma importante garantia de que, se algo de inesperado acontecer, haverá capital suficiente para combater a situação.

SACO DE DINHEIRO

Uma boa forma de poupar é determinar de uma quantia de dinheiro que deverá ser guardado por mês, e considerar isso como uma conta fixa, ou seja, aconteça o que acontecer este valor tem que ser poupado e não se deve contar com ele para nada. Para isso é necessários economizar em outras coisas, para poder “sobrar” este valor.

Crie um orçamento referente àquilo que poderá gastar e àquilo que poderá poupar mensalmente, e a partir daí limite-se a seguir à risca o seu plano de gestão financeira. Ao fazer isto, verá que conseguirá melhorar em muito a sua qualidade de vida, de forma a que nunca lhe venha a falta absolutamente nada.

Dicas:
– Uma boa meta a se guardar por mês é 10% do valor do seu salário. Faça isso por um ano e veja o quanto conseguiu adquirir (e certamente este valor seria gasto em coisas supérfluas).
– Comprar a vista é sempre a melhor opção! Ao invés de comprar parcelado, junte o dinheiro e compre a vista. Assim você evita os juros do parcelamento, bem como ganha um desconto pela compra a vista.

 

Caso da Cigarra e da formiga:

CigarraFormiga

Esta fábula conta a estória de uma cigarra que vivia saltitando e cantando pelo bosque, sem se preocupar com o futuro. Esbarrando numa formiguinha, que carregava uma folha pesada, perguntou:

– Ei, formiguinha, para que todo esse trabalho? O verão é para gente aproveitar! O verão é para gente se divertir!

A formiga respondeu:

– Não, não, não! Nós, formigas, não temos tempo para diversão. É preciso trabalhar agora para guardar comida para o inverno.

Durante o verão, a cigarra continuou se divertindo e passeando por todo o bosque. Quando tinha fome, era só pegar uma folha e comer, pois para ela o que importava era aproveitar a vida, e aproveitar o hoje, sem pensar no amanhã. Para que construir um abrigo? Para que armazenar alimento? Pura perda de tempo.

Certo dia o inverno chegou, e a cigarra começou a tremer de frio. Sentia seu corpo gelado e não tinha o que comer. Desesperada, foi bater na casa da formiga.

Abrindo a porta, a formiga viu na sua frente à cigarra quase morta de frio. Puxou-a para dentro, agasalhou-a e deu-lhe uma sopa bem quente e deliciosa.

Naquela hora, a formiga disse à cigarra: – No mundo das formigas todos trabalham e se você quiser garantir o seu futuro deve cumprir com o seu dever também.